TRIO MACAÍBA

 

A autenticidade e a fidelidade às características agrestes são marcas da música do Trio Macaíba. O forró pé de serra é tocado com a formação tradicional: sanfona, triângulo e zabumba. Além disso, a pesquisa cultural a que se dedicam os integrantes do trio, somada à experiência como músicos, é percebida nas composições e no repertório do grupo formado por Beto Corrêa (sanfona), Ramon Vieira (triângulo) e Cléber Almeida (zabumba).

 

O primeiro CD do grupo, “Na trilha do pé-de-serra”, conta com as participações especiais de Hermeto Pascoal, Proveta e Dominguinhos. O CD e o Trio colhem ainda elogios e recomendações do próprio Hermeto e de Antônio Nóbrega.

 

Entre as experiências individuais de seus músicos, destacam-se trabalhos realizados com Toninho Horta, Jane Duboc, Renato Teixeira, Pena Branca, Vera Figueiredo, entre outros.

 

No período de 16 de janeiro à 2 de fevereiro, o Trio embarcou para a 1ª turnê europeia, percorrendo Munique e Berlim, na Alemanha; Oslo, na Noruega; Londres, na Inglaterra; Amsterdã, na Holanda; Lisboa, em Portugal; Paris, na França e Zurique, na Suíça.

 

MONOCLUB

Folk Brasileiro é o melhor termo para caracterizar o universo do Monoclub. A banda, trazida à vida pela casualidade, em 2011, mescla as raízes encontradas em Almir Sater e Renato Teixeira às influências do country americano, como Wilco e Willie Nelson. Nesse caminho, Fabio Baddini (vocal/viola), Bruno Orefice (vocal/sanfona), Bruno Peretti (guitarra), Dilson Sartori (baixo) e Lucas Marx (bateria) seguem resgatando a cultura caipira envolta na estética do mundo atual.

 

O grupo conta, hoje, com dois singles lançados: “Sua Parte é o Risco” (2012) e
“Devolução” (2013). O segundo projeto foi gravado inteiramente ao vivo, com clima de terra batida e viola, mas com uma influência moderna, que atualiza a sonoridade. No início de 2014, passaram por uma importante reformulação com a entrada de Lucas Marx, que com sua vasta experiência fez contribuições generosas ao som da banda.

 

Uma das estratégias desenvolvidas para alimentar o cenário folk são as já tradicionais “rodas-folk”, shows intimistas organizados para atrair cada vez mais adeptos a essa cultura. Com diversas participações em festivais e concursos como o All Folks Festival, Folk Music Brazil e Planeta Terra (2012 e 2013), recentem­­ente levou para o interior o troféu do Prêmio Dynamite 2013, na categoria Revelação. Neste ano, embalou suas canções, ainda, no palco principal da Virada Cultural Paulista, em Sorocaba. 

 

HUGO RAFAEL

Hugo Rafael é um cantor e compositor que ganhou destaque nacional em 2011, ao vencer o quadro "Jovens Talentos" do Programa Raul Gil (SBT). Entre tantos prêmios, ganhou os de Aclamação Popular, com a música Jardim de Flores (2010) e Melhor Intérprete, com Me Deixa em Paz (2012), no Prêmio Sorocaba de Música.

 

Sua relação com a música vem desde a infância e passou por várias bandas em Sorocaba. Em 2005, formou a Fast Food Brazil (FFB)*. O quarteto se manteve por sete anos, lançou 3 EPs e conquistou reconhecimento no cenário musical alternativo.

 

Em 2009, Hugo passou a integrar o casting de músicos do transatlântico Vision of the Seas. A temporada de 5 meses também serviu como fonte de inspiração e lhe rendeu o primeiro trabalho solo, Raph Zero (2010), composto, gravado e produzido por ele.

 

Atualmente, se dedica à divulgação de seu novo álbum, Colorido, mesclando seu repertório autoral com versões e homenageando artistas nacionais e internacionais. O mesmo espetáculo pode ser conferido em uma versão intimista, denominada HUGO ACÚSTICO. Participa, também, de tributos específicos com vários músicos da cidade - destaque para sua parceria com o pianista, cantor e compositor João Leopoldo, no surpreendente show DUO (piano, violão e voz). 

 

GEORGE ISRAEL

Carioca, compositor, nascido em 1960, é saxofonista e violonista do Kid Abelha desde sua formação. Como autor, tem com a parceira Paula Toller 80 canções gravadas, entre elas sucessos como "Amanhã é 23", “Grand' Hotel", "Nada sei", "Te amo prá sempre" e "Eu tive um sonho". Com Cazuza são 18 canções, entre elas a famosa "Brasil".

 

Desde 2004, mantém, paralelamente, sua carreira solo, somando três discos: "13 parcerias com Cazuza", com participações de artistas renomados, como Elza Soares, Ney Matogrosso, Marcelo D2 e Sandra de Sá; "4 letras"  e "Distorções do meu jardim". Nos dois últimos apresenta suas músicas inéditas, com uma série de parcerias bem sucedidas, como com Leoni, Arnaldo Antunes, Marcelo Camelo e Jorge Mautner.

 

Em 1989, ganhou 2 prêmios Sharp como compositor, e como produtor gravou “Triângulo das Bermudas”, um tributo aos Mutantes, em 1997, com participações de Gilberto Gil, Tom Zé e Barão Vermelho. Com os Britos, banda formada em 1994, tem um e cd/dvd gravado em Liverpool, Londres e Rio de Janeiro, em 2006. Atualmente, tem realizado incursões na música eletrônica com Sollar; projeto o com o Dj Memê.

 

  • CARLOS MADIA PRODUÇÕES ARTÍSTICAS
      Tel: (15) 3217-1611 / 99721-2485 - carlosmadia@carlosmadia.com.br

Desenvolvido por Fernanda Teka

  • Facebook - White Circle
  • LinkedIn - White Circle
  • Instagram - White Circle